PROVÉRBIO HINDU

Provérbio hindu: "Se você fechar a porta a todos os erros, a verdade pode ficar de fora". A primeira vez que encontrei esse provérbio foi num livro de Rabindranaht Tagore, talvez o maior poeta e escritor da Índia, falecido em  1941. Boa lembrança para os rigoristas. Boa lembrança para os que se julgam perfeitos. Boa lembrança para os que se julgam donos da verdade. Boa lembrança para os intolerantes diante da diversidade de modos de ver as coisas e os fatos. Boa lembrança para os que se julgam "certinhos" e pensam que todos os outros jazem nas trevas do erro e da ignorância. Boa lembrança para os que se convenceram de que ninguém possui a verdade inteira. Feliz quem faz do erro o adubo da verdade.

                      Frei Clarêncio Neotti, OFM

                                            UMA CERTIDÃO DO BRASIL

Esse pedaço do planeta chamado Brasil foi ocupado por humanos bem antes da chegada dos conquistadores lusos, em 1500. Mas o primeiro relato escrito sobre nossa terra até agora conhecido é a famosa carta de Pero Vaz de Caminha, escrivão da expedição comandada por Cabral. Com 27 páginas, ela foi concluída em primeiro de maio de 1500. Caminha relata ao rei D. Manuel I, com espanto, a existência dos que foram chamados, pelos europeus, de "índios." Também fala das belezas da região solar. Não deixa de manifestar o interesse econômico predominante na época: "eles não lavram, não criam", afirma, completando com  dúvidas quanto à extração de metais preciosos. Por fim, pede ao Rei o "favor" de libertar da prisão o genro, que assaltara uma igreja. Vem de longe...

            Chico Alencar, autor de
            BR-500, Um Guia para a
            Redescoberta do Brasil.
             Ed., Vozes


             

PRESO POR ENGANO POR 17 ANOS, HOMEM DESABA A CHORAR AO SER SOLTO


O norte-americano John Bunn, 41 anos, caiu no choro ao ouvir do juiz que podia ir para casa. Bunn foi preso aos 14 anos, acusado de um homicídio que ele não cometeu. O homem passou 17 anos na cadeia, preso injustamente. Ele estava em liberdade condicional desde 2009, mas lutava para provar inocência. O caso foi relatado no Independent UK.
Bunn foi inocentado após a descoberta de que um detetive manipulou as evidências. “Eles (promotores do caso) não assumem que sou inocente. Mas eu sou inocente, e sempre fui” disse Bunn em lágrimas no tribunal. “Estou há 27 anos lutando pela minha vida, pela minha inocência”, acrescentou ele em agradecimento ao juiz. “Vocês mantiveram o homem errado preso por todos esses anos, enquanto o culpado está por aí, em liberdade. Vocês não tinham o direito de fazer o que fizeram”, disse Bunn aos promotores.


Site Virgula

O LUGAR DA CONVIVÊNCIA

Cuidado com a convivência superficial! A superficialidade se origina, em grande parte, das relações muito velozes, que não criam raízes e nem dão tempo para maturação e maior perenidade. Numa sociedade em que alguns entendem que 'fast-food' é boa maneira de alimentar-se e que miojo é sinônimo de comida, nada espanta que passemos por uma "miojização" das relações: namoro miojo, amizade miojo, religião miojo, encontro miojo. Tudo instantâneo e insosso. Para escapar, só estabelecendo as prioridades para o uso do tempo; a superficialidade é, antes de mais nada, uma desistência. Dá trabalho aprofundar relações, contatos, amizades; é mais fácil ser raso. E muita gente escolhe ser rasa na convivência, o que nega o sentido da palavra: viver junto!

                  
 Mario Sergio Cortella, autor de
 "Pensar Bem, Faz Bem". Ed.Vozes

                                              
SAÚDE: DOM E RESPONSABILIDADE

A saúde é um dos dons mais preciosos que todos desejamos. Na tradição bíblica está associada à salvação. Os padres da igreja nascente chamam Cristo e a sua obra de Salvação: 'Cristo médico'. Ele é o Bom Pastor que cuida da ovelha ferida e conforta a enferma. Ele é o bom samaritano que, movido de compaixão, cuida e assiste a pessoa jogada à beira do caminho. Frente ao  dom - dádiva divina - temos que assumir a responsabilidade pelo cuidado da nossa saúde. É para isso que existem profissionais da saúde especializados e instrumentos técnicos de alta precisão para detectar processos patológicos em nosso corpo e eliminá-los, bem como conhecimentos de saúde pública. Mas faltaria o essencial, se não respeitássemos o valor da pessoa e sua dignidade.

                             
Leo Pessini, Camiliano
                               

REDENTORISTAS DO NORDESTE CELEBRAM JUBILEU DE EUGÊNIO ALEXANDRE EM ARAPIRACA









Foram momento raros de emoções, celebrações e cofraternizações na solene celebração do Jubileu Sacerdotal (15 anos) do redentorista Eugênio Alexandre de Sousa, C.Ss.R. pároco da matriz do Santíssimo Redentor, no bairro Eldorado, em Arapiraca, ontem à noite (9/5) com um público de oitocentos fiéis lotando a igreja, vinte padres e caravanas de Alagoas e estados vizinhos presentes. A solenidade foi presidida por Dom Francisco de Assis Gabriel, bispo redentorista de Campo Novo (PI), concelebrada por Dom Hildebrando Mendes Costas, bispo emérito de Estância (SE) e padre Eugênio Alexandre. Com o templo bem decorado e abundância de flores num show de comunicação visual, da entrada ao seu interior,  cheio de gente feliz, tivemos oportunidade de ouvir e aplaudir os celebrantes, Dom Francisco de Assis, Dom Hildebrando Costa e o homenageado que levaram aos fiéis mensagens de paz para todos, conforme diz o Eclesiástico (2,1-10.13.18.23), livro de Pedro (2,20b-25) e o Evangelho de Lucas (4,14-22a) lido por Dom Fancisco e comentado por padre Eugênio, que concluiu sua mensagem falando sobre o Bom Pastor, que diz: "O bom pastor dá a vida  por suas ovelhas. Eu sou o Bom Pastor. Conheço as minhas ovelhas e elas me conhecem, assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai". Toda a comunidade redentorista de Arapiraca e estados vizinhos se congratulou com padre Eugênio fazendo-lhe várias homenagens. As comemorações foram concluídas numa casa de eventos da cidade, em que os convidados se divertiram à vontade.

Família, Sociedade e Terceira Idade

A Constituição Federal de 1988 apresenta a família como base da sociedade e coloca como dever da família, da sociedade e do Estado "amparar as pessoas idosas assegurando sua participação na comunidade, defendendo sua dignidade e bem estar e garantindo-lhes o direito à vida". De fato, a família é geradora de uma sociedade nova. Nela deve atuar através da prática dos valores humanos e cristãos. Como grupo enraizado numa sociedade, a família tem uma trajetória que lhe delega responsabilidades sociais. Especialmente perante idoso, a família vem assumindo um papel importante e inovador.

                      Pe. Antonio Francisco Bohn

SAIBA UM POUCO MAIS...

Imagem relacionada
- A Terra fica 100 toneladas mais pesada a cada dia devido à queda de poeira espacial.

- Devido à gravidade da terra é impossível  montanhas serem mais altas de que 15 mil metros

- Tudo pesa 1% menos no Equador.

- A Lua se afasta de Terra cerca de dois centímetros por ano.

- A cauda de um cometa aponta sempre para longe do Sol.
- O ouro é o único metal do mundo que não enferruja, mesmo estando enterrado no solo por  milhares de anos.

-  O vidro demora um milhão de anos para se decompor, o que significa que nunca se desgasta e pode ser reciclado um número infinito de vezes.


         
           
Editora Vozes

                                         
GRAVIDEZ E ADOLESCÊNCIA


Imagem relacionadaA gravidez na adolescência é um desafio à educação pública. Atinge principalmente as camadas mais pobres, carentes de informações e de escolarização. Na maioria das vezes a gestação não é planejada. A gravidez de alguém muito jovem traz riscos biológicos, psicológicos e sociais. A insegurança e o medo das consequentes responsabilidades de gerar uma nova vida precisam de amparo e cuidados. A interrupção da gravidez é sempre a pior das escolhas, porque destrói a feição mais frágil da vida, nega os laços de solidariedade humana e fere os valores básicos da existência. E falando em  riscos, o aborto não traria sequelas ainda mais graves? Amor, responsabilidade, acolhimento e proteção são as atitudes necessárias.

                       
Luiz Fernando Conde Sangenis


           






Mulher de 64 anos dá à luz a primeira filha em Minas Gerais

Norma de Oliveira deu à luz uma menina aos 64 anos (Foto: Reprodução/TV Globo)
Norma de Oliveira deu à luz uma menina aos 64 anos 

Um nascimento improvável ocorreu em Minas Gerais na última terça-feira (10). Norma Maria de Oliveira, de 64 anos, deu à luz a uma menina. A idade avançada, que pode gerar riscos altos para a mãe e o bebê, não foi empecilho para que a gestação ocorresse. A criança nasceu prematura de oito meses, com 1,7 quilo e segue incubada na Maternidade Octaviano Neves, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Mãe e filha passam bem, segundo informações do centro médico.

A gravidez tardia chegou após 30 anos de tentativas. O sucesso do procedimento ocorreu após um processo de fertilização in vitro. O espermatozóide que deu origem à primeira filha de Norma é do companheiro dela, que tem 45 anos. No entanto o óvulo precisou ser captado de uma doadora. Em entrevista ao G1, a ginecologista e obstetra Rita de Cássia Amaral, responsável pelo procedimento gestacional, afirmou que essa foi a primeira vez que trabalhou com alguém em uma gravidez de risco com mais de 50 anos.  

Em 2017, Norma procurou os serviços médicos de Rita de Cássia devido ao sonho de ser mãe. A gravidez, considerada de alto risco, era assinalada por cada reação do corpo. Em uma das consultas, a pressão estava alta e foi então que o parto cesariano foi utilizado como opção para que a primeira filha do casal nascesse. Apesar do quadro ser estável, Norma e a filha ainda não tem previsão de serem liberadas do hospital. 


Diário de Pernambuco